sábado, 24 de dezembro de 2016

CO-WASH: A SURPREENDENTE VERDADE SOBRE A LAVAGEM COM CONDICIONADOR

Com certeza você já ouviu falar no Co-wash e pode ter se perguntado sobre o que vem a ser isso, principalmente se você aderiu ao Low Poo ou ao No Poo. Neste artigo, vou esclarecer suas dúvidas sobre este procedimento.

O que é Co-Wash


O Co-Wash é lavar o cabelo com condicionador. Ele está muito ligado à técnica de No Poo, mas qualquer pessoa que não tenha aderido a esta técnica, também pode praticar, de vez em quando, o Co-Wash.

A lavagem com condicionador
serve para todos os tipos de cabelos

A melhor opção para você que lava o cabelo todos os dias é o Co-Wash porque ele evita o ressecamento dos fios, o que pode ocorrer se você lavá-los todos os dias com shampoo.

Qual condicionador utilizar

Você deverá utilizar condicionador próprio para Co-Wash, isto porque, componentes como derivados do petróleo, sulfatos e parafinas não podem entrar na composição do produto.
Atualmente, a maioria dos produtos para Co-Wash vêm especificados como sendo para este fim, o que te ajudará na hora de comprar o condicionador certo. Mas você também poderá pesquisar na internet produtos para este fim.
Pensando em poupar o seu tempo, fiz uma pesquisa. Abaixo alguns dos produtos que você poderá utilizar. 


Além dos mencionados acima, caso queira utilizar outros produtos, mas fique em dúvida sobre as substâncias que não poderão conter, tire uma foto da lista abaixo para que você possa tê-la na hora de conferir se o produto serve para Co-wash.
E há também um componente que confere uma limpeza profunda que é o cocamidopropyl betaine.



O porquê destes componentes serem proibidos

Conforme já mencionei no artigo sobre No Poo petrolatos, sulfatos e parafinas são produtos que “maqueiam” os fios e acumulam resíduos, impedindo que os cremes de hidratações consigam agir efetivamente e fazer o seu trabalho, além de retirarem a gordura própria dos fios, deixando-os bem secos.

Por isso, são proibidos nesta técnica que tem como objetivo deixar o seu cabelo, não somente bonito, mas realmente saudável.

Aí você me pergunta: “Mas vai lavar mesmo? Limpar mesmo os fios?” Sim se você utilizar condicionadores para este procedimento, pois eles vêm com substâncias limpantes.

Como fazer a lavagem

Você substituirá o shampoo pelo condicionador:
- Molhe o cabelo para retirar os resíduos existentes, como cremes;
- Seque os fios com uma toalha para tirar o excesso de água;
- Passe o condicionador Co-Wash;
- Deixe agir conforme indicações no próprio produto;
- Enxágue;
- Seque os fios com uma toalha;
- Finalize com um creme para pentear, uma mousse ou algum outro produto que você goste de usar.

Periodicidade

Pode utilizar esta técnica todas as pessoas, com qualquer tipo de cabelo, apesar de ser mais difundida entre as cacheadas por causa do ressecamento dos fios. Como disse antes, você que precisa lavar seu cabelo todos os dias, pode aderir. Também para você que usa química, pois ajuda os fios a se recuperarem. Para quem tem cabelos ressecados e oleosos é uma ótima ideia.
A periodicidade vai de acordo com seus fios. Pode lavá-los todos os dias, uma ou mais vezes por semana, intercalando demais dias com shampoo.
Importante salientar que no início, você poderá não gostar do resultado porque seu cabelo está acostumado a receber shampoo com sulfatos, petrolatos, silicones e parafinas e todas aquelas substâncias proibidas. Mas é uma questão de fazê-lo se adaptar ao novo procedimento muito mais saudável para ele.
O resultado pode não ser bom já da primeira vez, mas depois você notará que seu cabelo estará mais macio, hidratado e saudável.

INFOGRÁFICO CO-WASH



segunda-feira, 21 de novembro de 2016

NO POO: NÃO LAVAR O CABELO COM SHAMPOO TRAZ BENEFÍCIOS?

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Já falamos aqui no Blog sobre a técnica de não usar shampoos com certas substâncias que apenas “maqueiam” os fios, técnica esta conhecida como Low Poo. Mas além desta, existe uma outra que também é bem conhecida entre as cacheadas e muitas a seguem: No Poo.

O que é No Poo

No Poo é você não lavar seu cabelo utilizando nenhum tipo de shampoo. No lugar deste produto é necessário utilizar condicionador. Aí você pode me perguntar: “Mas então eu poderei utilizar qualquer condicionador? E somente deverei usar condicionador? E ele vai conseguir mesmo limpar os meus fios?” Calma que eu vou explicar tudo no decorrer do artigo.
Parece complicado, mas não é. O que você fará é simplesmente substituir o seu shampoo por um condicionador próprio para esta técnica. E há muitos no mercado. Mas você precisa se atentar: se você já seguiu a técnica do Low Poo, sabe que os produtos liberados para No Poo também podem ser utilizados no Low Poo, mas os produtos somente para Low Poo não devem ser utilizados no No Poo. Isso porque no No Poo são liberados silicones solúveis porque saem na água durante a lavagem, não prejudicando a técnica.

Substâncias PROIBIDOS para No Poo


Além dos silicones insolúveis é proibido utilizar produtos que têm em sua composição derivados do petróleo. Porque eles formam uma camada protetora nos fios, dando a impressão de que eles estão saudáveis, quando a verdade é outra.
 Além disso, esta camada protetora demora para sair totalmente do cabelo e impede produtos necessários como máscaras de nutrição e hidratação de penetrarem nos fios.
Os parabenos (conservantes), não são proibidos, mas algumas pessoas somente utilizam produtos com conservantes naturais por causa da saúde.



Como começar com a técnica

Para começar com o No Poo você somente precisa lavar seus cabelos com shampoo antirresíduo (próprio para Low Poo) para eliminar qualquer tipo de substância acumulada nos fios e condicioná-lo com um condicionador próprio para No Poo. Não tem segredo! Não esqueça de verificar em casa se já tem condicionador para esta técnica.

Qualquer tipo de cabelo pode seguir esta técnica, não somente cacheadas.

Algumas pessoas preferem usar dois condicionadores com substâncias limpantes para esta técnica e depois de lavar os fios, utilizar um condicionador para hidratar. Mas outras utilizam somente um condicionador No Poo. Fica a seu critério.

E a maneira de usar não tem segredo também. Você vai aplicar o condicionador e massagear todos os fios como fazia antes com o shampoo. Depois enxaguar, passar o condicionador, deixar agir alguns minutos e enxaguar. Após secar os fios, use um creme, ou mousse ou aquilo que você já usava depois da lavagem. Lembrando que aderindo à técnica, todos os demais produtos deverão ser liberados para No Poo, não somente o condicionador, mas também o creme para pentear, gel, mousse, máscaras, etc.
Aqui embaixo têm algumas dicas de produtos para esta técnica.


É claro que, depois que começar a rotina, talvez perceba que seu cabelo está mais ressecado. Não se preocupe. Ele está acostumado a certas substâncias e deixará de recebê-las por causa da técnica.


É importante termos em mente que nem todos os fios são iguais, mesmo os cacheados. Muitas vezes funciona bem para uma pessoa e para a outra não.
E se você ainda não sabe qual é o seu tipo de cacho não esqueça de ler o artigo que escrevi sobre isso para clarear um pouco a escuridão.
Acredito, no entanto, que uma dessas duas técnicas (Low Poo ou No Poo), superará suas expectativas, do contrário, não seriam seguidas por tantas pessoas.
Existem muitos produtos liberados para No Poo e alguns, até para facilitar, têm esta informação na embalagem. Teste produtos até você descobrir aquele que se dá melhor com seus fios. Nem todos os produtos, assim como os cabelos, são iguais. Então não pense que é porque o produto é liberado que seus fios vão gostar dele.
Às vezes, a solução é somente mudar de produto e não parar com a técnica.
Espero ter ajudado.
Até o próximo post!



quarta-feira, 26 de outubro de 2016

LOW POO: OS SEGREDOS PARA UM CABELO IRRESISTÍVEL

Low Poo é a técnica criada pela cabeleireira Lorraine Massey que consiste em não utilizar shampoos com determinadas substâncias que limpam e agridem os fios ao invés de limpá-los e hidratá-los. Uma dessas substâncias é o sulfato, utilizado nos shampoos com o intuito de garantir uma limpeza profunda. Mas, além disso, ele resseca o cabelo porque tira a oleosidade natural dos fios.


De acordo com Massey, esses elementos “maqueiam” os fios: externamente o cabelo fica com a aparência bonita e limpa, mas externamente sem saúde já que estas substâncias também bloqueiam a entrada de componentes essenciais para a saúde e beleza dos fios.

O Low Poo propõe a
substituição destes componentes
por outras que, além de
limpar os fios, condicionam deixando-os 
realmente saudáveis.

Esta técnica funciona mesmo e já foi aderida por quase todas as cacheadas. Se você não aderiu, precisa experimentar e verá como os seu cabelo ficará mais saudável, bonito e mais fácil de ser cuidado.

Substâncias proibidas

Além do sulfato e seus derivados serem proibidos no Low Poo, também temos os derivados do petróleo. Esta substância forma uma “capa protetora” nos fios. Isso parece muito bom até entendermos que essa tal “capa” pode ser acumulada a outras “capas” e assim, dificultar a entrada de elementos importantes.
O seu cabelo estará limpo e parecerá saudável, mas a utilização de shampoos com derivados do petróleo farão com que sejam acumuladas nos seus fios, determinadas substâncias que funcionarão como um muro, impedindo a entrada de outros componentes indispensáveis para a saúde das madeixas.

Algumas cacheadas adeptas desta técnica, também evitam conservantes como os parabenos, optando por conservantes naturais para garantir a eficiência total do produto.






Iniciando no Low Poo

Para iniciar nesta técnica é bem simples: você precisará deixar de utilizar produtos com as substâncias acima. Se já adquiriu produtos liberados para Low Poo é só começar a usá-los. A recomendação é iniciar com uma hidratação, assim, você utilizará um shampoo anti-resíduo que fará uma limpeza profunda eliminando todos os resíduos existentes nos fios deixando-os totalmente limpos.
Você também poderá verificar na composição dos produtos que têm em casa, se eles são liberados para esta técnica.

Você terá que mudar tudo! Tudo aquilo que
você utilizar no seus fios deverá ser
liberado para Low Poo.

Como esta técnica está bem difundida e muitas pessoas já aderiram a ela, você conseguirá encontrar em lojas de cosméticos, produtos com a informação de que são liberados para Low Poo. Se tiver que comprar tudo, porque não tem nada para iniciar, não esqueça de comprar o shampoo do dia a dia, o antiresíduo, condicionador, máscara para hidratação e nutrição e claro, o creme para pentear. Pinturas e tonalizantes se você for utilizar, também.

Fiz uma pesquisa sobre produtos que poderão ser utilizados. Veja abaixo e escolha o seu!




         Não somente para cacheadas

Apesar de ser conhecida mais por cacheadas, Low Poo não é somente para quem tem caracóis. Também pode ser aderida por pessoas com cabelos lisos.
Não é porque este procedimento é bem aceito pela comunidade capilar que serve para todas as pessoas. Você pode tentar seguir, mas se não gostar por algum motivo, desista.
Lembre-se que no começo o seu cabelo poderá apresentar um pouco de ressecamento até se adaptar à nova técnica.
E também tem outras técnicas que falaremos em outros artigos como o No Poo e Co-Wash que talvez sejam melhores para suas madeixas.

Até o próximo post!

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

RECONSTRUÇÃO CAPILAR: DEIXE SEU CABELO CADA DIA MAIS FORTE


Oi pessoal, tudo bem com vocês? Hoje falaremos um pouco sobre a reconstrução capilar que é extremamente importante e não tanto conhecida quanto a hidratação.
A reconstrução capilar, também conhecida como reposição de massa ou botox capilar, tem como objetivo devolver as propriedades naturais dos fios, depositando neles proteínas, queratina, aminoácidos e minerais devolvendo a estrutura física do cabelo. Este processo trata a camada externa dos fios e devolve a maciez, o brilho, a maleabilidade e a resistência às madeixas.

Quando fazer a reconstrução capilar?

Este processo reconstrutor deve ser realizado por pessoas que têm cabelos frágeis, danificados e quebradiços e principalmente nos fios que passaram por processos químicos e para quem usa muito secador ou chapinha (não é o caso de nós cacheadas, claro), pois ajuda a devolver as propriedades e textura do cabelo.
Se os seus fios não se enquadram nesta categoria, não há necessidade de reconstrução. Este processo não é como a hidratação e nutrição capilar que todos precisam fazer com frequência.

A reconstrução em excesso
ou sem necessidade pode ter efeito contrário: tirar o brilho e a maciez
deixando os fios sem vida e saúde.

O ideal é que antes de iniciar este processo, você consulte um esteticista com formação em terapia capilar para que ele dê o diagnóstico e diga se há ou não necessidade deste tratamento. E mesmo que haja, você não passará a vida toda neste processo, dependerá da gravidade da situação e o profissional te orientará de quanto em quanto tempo você precisará realizar este procedimento até que os fios sejam reconstruidos.
Se não quiser ou não puder procurar um profissional, faça o teste abaixo.



Máscaras reconstrutoras

Toda máscara reconstrutora, conterá esta informação na embalagem, por isso, é necessário você se atentar para não adquirir uma máscara de hidratação ou nutrição achando que terá o mesmo efeito. Cada um destes processos tem objetivos e substâncias diferentes.
Toda máscara de reconstrução tem queratina, colágeno, aminoácidos e proteínas na fórmulas:
- A queratina é responsável pela retenção de umidade nos fios;
- Os aminoácidos fazem com que os fios danificados sejam recuperados;
- As proteínas devolvem o brilho e sedosidade aos cabelos. 
Para te ajudar, fiz uma pesquisa de algumas máscaras reconstrutoras.



Periodicidade da reconstrução capilar

A reconstrução capilar pode ser feita a cada 15 dias ou uma vez ao mês, no salão ou em casa.

Reconstrução capilar caseira

Você pode optar por fazer este processo em casa, mas o recomendado é que faça-o em um salão e não em qualquer salão, entendeu? Somente com profissionais formados em terapia capilar. Mas se preferir fazê-lo em casa, oriento que primeiro vá a um esteticista para que ele faça a avaliação e te oriente a como realizar o processo caseiro.
A importância do profissional é justamente dizer a você se seus fios precisam ou não deste tipo de tratamento, além de explicar como deve realizá-lo em casa.

Reconstrução X cauterização

Os processos são parecidos mas não são os mesmos.


Espero que tenha sido esclarecedor.
Até o próximo post!



sábado, 3 de setembro de 2016

SAIBA TUDO SOBRE NUTRIÇÃO CAPILAR E DEVOLVA O BRILHO QUE SEU CABELO TANTO MERECE

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Hoje falaremos um pouco sobre a nutrição capilar que é extremamente importante para nós que somos cacheadas. Como nossos fios são em formato espiral, o óleo natural do couro cabeludo não chega a toda, portanto, é preciso que ajudemos nossos lindos cachos a terem mais brilho e a serem cada vez mais saudáveis.

        Qual a importância da nutrição capilar?

Como o nome já diz a nutrição serve para nutrir os fios. Mas nutri-los de quê? De lipídios, ou seja, óleos. Como dissemos acima, o óleo natural do couro cabeludo não chega a toda extensão, por isso, a nutrição vem como uma solução para dar brilho ao cabelo por meio da reposição de gordura e demais nutrientes.


         Nutrição e hidratação capilar

O objetivo da nutrição é repor os lipídios e é por isso que nós cacheadas não podemos abrir mão da nutrição. Ela é extremamente importante.
Quanto a hidratação capilar, ela é responsável por repor a água dos fios e garantir a maciez, flexibilidade e maleabilidade dos cabelos.


Cada tratamento tem a sua função. Como a nutrição forma uma camada protetora nos fios ela consegue manter a hidratação, visto que óleo e água não se misturam, ou seja, uma não cancela o efeito da outra.
Neste caso, no seu cronograma capilar você precisa fazer primeiro a hidratação e depois a nutrição que vai proteger os fios e manter tanto a reposição de água quanto a reposição de nutrientes como os lipídios.

        Máscaras nutritivas

É fácil identificar se um produto é nutritivo porque no rótulo do produto vem escrito “máscara nutritiva” ou “umectação capilar” que são a mesma coisa. Claro que estou me referindo aos fabricantes responsáveis e não àqueles de quinta categoria que confundem hidratação com nutrição e escrevem errado no rótulo.
Por causa deste tipo de fabricantes, o ideal é você olhar a composição do produto.

Se constatar que a composição 
é rica em óleos e manteiga então você está
diante de uma máscara nutritiva.

     Óleos e manteigas

Muitos são os óleos e as manteigas que podem conter em uma máscara de nutrição. Leve em consideração que a máscara não conterá todos os componentes necessários. Mas se sentir falta de algum óleo ou manteiga que você goste, pode comprá-los separadamente e colocar na máscara para reforçá-la ainda mais.

     Óleos e seus nomes nas composições:

·         Óleo de Coco (Coconut Oil);
·         Óleo de Oliva (Olive Oil);
·         Óleo de Abacate (Avocato Oil);
·         Óleo de Tutano (Marrow Oil);
·         Óleo de Argan (Argania Spinosa oIL).

      Manteigas e seus nomes nas composições:

·                  Manteiga de Karité (Shea Butter);
·                  Manteiga de Murmuru (Astrocaryum Murumuru Seed Butter ou Murmuru Butter);
·                  Manteiga de Cacau (Theobroma Cacao Butter);
·                  Manteiga de Cupuaçu (Cocoa Butter);
·                  Manteiga de Abacate (Avocato Butter);
·                  Manteiga de Macadâmia;
·                  Manteiga de Tutano (Marrow Butter).

      Qual máscara usar?

Escolher uma máscara capilar é relativo. Precisamos entender que existem vários tipos de cachos e não é pelo fato de alguém ter dito maravilhas a respeito de uma máscara que ela servirá para você. É claro que precisamos sempre testar todas as que estiverem ao nosso alcance, mas tendo em conta que poderemos nos decepcionar com quase todas.
Seguem algumas opções de máscaras nutritivas para facilitar sua vida.


Uma máscara que eu recomendo, porque atualmente é a que estou utilizando é a Umectação Oliva da Lola Cosmetics. Esta máscara é consistente, não é daquelas que parece ter somente água, pois é rica em óleos e não precisa passar uma grande quantidade nas mexas.


A uso da seguinte maneira:
·         Primeiro lavo meus cabelos com um shampoo antirresíduo;
·         Depois divido o cabelo em mechas;
·         Passo uma pequena quantidade da máscara em cada mecha;
·         Uso touca térmica e deixo agir por no mínimo 30 minutos;
·         Enxáguo os fios;
·         Passo o condicionador e deixo que ele aja por 5 minutos para selar as cutículas;

·         Enxáguo novamente;
·         Uso um creme para pentear;
·         Deixo os fios secarem naturalmente, visto que detesto secador porque ele faz com que meu cabelo fique mais seco e incontrolável.

Quando secam, noto que os fios estão com mais brilho e parecem bem saudáveis.
Esta máscara na verdade foi a única que comprei para umectação, mas acredito que tenham outras máscaras com uma quantidade maior de óleos e manteigas, então basta você ler a composição dos produtos que estiver interessada ou interessado e comprar aquela máscara mais rica em óleos e manteigas.
Bom, espero que você tenha gostado desta matéria.
Até o próximo post!

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

DESCUBRA A IMPORTÂNCIA DA HIDRATAÇÃO E TUDO O QUE ELA PODE FAZER PELOS SEUS FIOS

Nós cacheadas enfrentamos um problema: a oleosidade natural não chega a toda extensão do cabelo devido os fios serem espirais e não retos. Isso faz com que tenhamos que tomar uma série de providências diárias para manter nosso cabelo bonito, sedoso e saudável.
Uma dessas medidas é a hidratação capilar que ajuda a manter os fios saudáveis e com brilho, além de protegê-los de fatores externos como o secador, poluição, água do mar e da piscina e raios solares.
 Mas não adianta fazer hidratação a cada dois meses. É necessário manter um cronograma capilar, no qual você garantirá manter a hidratação, nutrição e reconstrução dos fios por pelo menos uma vez por semana.


Como fazer hidratação

Para fazer uma boa hidratação, você poderá optar pelo salão de beleza especializado em cabelos cacheados. Não deixe que qualquer pessoa coloque as mãos em seus fios. Nem todos os que têm curso de cabeleireiro, entendem de cachos e muitas cabeleireiras preferem a progressiva a assumi-los. Portanto, escolha profissionais que amam cachos e têm orgulho de seu tipo de cabelo.
Se você não tiver como pagar um profissional ou está sem tempo para ir ao salão, não deixe de cuidar dos fios. A hidratação pode ser realizada em casa. Existem bons produtos no mercado que te auxiliam nesta tarefa. A linha de produtos da Lola Cosmetics é ótima. E também tem o SOU da Natura que deixa os fios mais macios além de ajudar no desembaraço.


Como fazer hidratação capilar

·        Lave o cabelo com shampoo antirresíduo;
·        Depois que retirar o shampoo, divida o cabelo em mechas;
·        Aplique, em cada uma, a máscara;
·        Use touca térmica (mas não obrigatório) e deixe o creme agir de 30 a 45 minutos;
·  Aplique condicionador em cima da máscara e deixe agir por 5 minutos;
·        Enxágue o cabelo.

Espero que este artigo tenha esclarecido suas dúvidas sobre hidratação capilar.
Até o próximo post!